Projeto quer atender quatro mil alunos em 2010

12 mar

OFICINA PARA PROFESSORES - Cecília Pavani ministrou ontem uma palestra sobre mídia e educação para professores de Franca e região. O auditório jornalista Corrêa Neves esteve lotado todo o tempo

Ana Catarina Prebill
da Redação

Começou em grande estilo o Projeto Jornal Escola 2010. O auditório jornalista Corrêa Neves ficou lotado ontem à noite por professores, diretores, coordenadores de escolas e autoridades, como o prefeito Sidnei Rocha (PSDB), a secretária municipal de educação Leila Haddad e a dirigente regional de ensino, Ivani Marchesi. Além deles, a diretoria do GCN Comunicação: a presidente do Conselho de Administração, Sônia Machiavelli, o diretor executivo do Grupo, Corrêa Neves Júnior, a diretoria administrativa, Dulce Xavier e a diretora jurídica e de controladoria, Milena Toledo. O Projeto Jornal Escola quer atender em 2010 cerca de quatro mil alunos. Desde que começou, no fim dos anos 70, já recebeu mais de 50 mil estudantes.

Todos atentos à explanação da educadora Cecília Pavani, coordenadora do Departamento de Educação do Grupo RAC (Rede Anhanguera de Comunicação), e que veio falar sobre mídia e educação. Cecília usou sua experiência para expor a importância do uso do jornal em sala de aula para a formação pessoal dos alunos e destacou o empenho dos professores nessa missão. “A alma do jornal em sala de aula são vocês. Se o professor for um bom leitor vai saber administrar a curiosidade do aluno e estimulá-lo com relação a notícia e o seu posicionamento diante dela”.

Cecília falou ainda sobre a possibilidade de explorar a interdisciplinariedade com o jornal em sala de aula, pois, segundo ela, para entender uma notícia é preciso ter conhecimento de diversas áreas. “Um terremoto, por exemplo, pode ser trabalhado em história, geografia, física, português e matemática. Somente quando os alunos percebem isso acreditam que é preciso estudar todas essas matérias”, garantiu.

O evento contou também com a participação de outra educadora. Ângela Cristina Loureiro Junquer, também do Departamento de Educação do Grupo RAC, coordenou uma oficina prática sobre o uso do jornal em sala de aula.

O prefeito Sidnei Rocha, que falou alguns minutos para os professores, contou sua experiência pessoal com o jornal. Ele trabalhou no Comércio da Franca quando adolescente e disse que o contato com a informação o despertou para a leitura, para o aprendizado e para um posicionamento político que, mais tarde, o levou a Prefeitura.

ATENTAS - Lucimar Fernandes e Adriana Cateli participaram do evento que reuniu profissionais da educação

Atenta a todos os discursos e a troca de experiência proposta pelo Projeto Jornal Escola, estava a coordenadora da Escola Municipal “Valéria Teresa Spessoto Penna” (Leporace III), Sônia Aparecida Caieiro Cruz. Ela vai iniciar neste ano a parceria com o projeto que vai levar a sua escola a assinatura diária do Comércio. “Esse contato vai ajudar as crianças em relação a escrita, produção de texto e a leitura. Minha escola fica em um bairro carente onde dificilmente os alunos teriam acesso ao jornal”, disse.
‘Jornal Escola’ muda vidas e forma cidadãos
Uma das visitantes, Lívia Inácio, hoje é coordenadora do Projeto. Para Sônia Machiavelli, presidente do Conselho de Administração do GCN Comunicação, este é o maior estímulo para dar continuidade ao Jornal Escola. “A Lívia nos visitou e começou ainda criança a colaborar com o Clubinho. Sua produção virou um livro que foi publicado com o nosso apoio. Hoje, retornou ao Grupo como funcionária e decidiu fazer Jornalismo. Esse é o nosso maior incentivo”, contou.

Sônia destacou também a forma com que o jornal é usado em sala de aula. “O ensino que está distante da realidade do aluno não é motivador e pode provocar o tédio, a indisciplina e o desinteresse. A leitura, ao contrário, leva a cidade para dentro da sala de aula e chama o aluno a participar da sua sociedade”, disse.

LIDERANÇAS - Leila Haddad, secretária de educação, e Ivani Marchesi, dirigente regional da mesma área

O projeto deve levar este ano jornal diário para 12 escolas municipais e estaduais. Além disso, as crianças que vierem até à sede do grupo conhecerá a rotina da rádio e do jornal Comércio da Franca. Todas vão levar para casa mochilas fornecidas pelo Grupo GCN. Outra novidade será a inserção a cada dois meses de uma página no jornal com o trabalho que os professores realizarem em sala de aula.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: